» 
alemão búlgaro chinês croata dinamarquês eslovaco esloveno espanhol estoniano farsi finlandês francês grego hebraico hindi holandês húngaro indonésio inglês islandês italiano japonês korean letão língua árabe lituano malgaxe norueguês polonês português romeno russo sérvio sueco tailandês tcheco turco vietnamês
alemão búlgaro chinês croata dinamarquês eslovaco esloveno espanhol estoniano farsi finlandês francês grego hebraico hindi holandês húngaro indonésio inglês islandês italiano japonês korean letão língua árabe lituano malgaxe norueguês polonês português romeno russo sérvio sueco tailandês tcheco turco vietnamês

definição - Instituto Monitor

definição - Wikipedia

   Publicidade ▼

Wikipedia

Instituto Monitor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Este artigo ou seção parece estar escrito em formato publicitário.
Por favor ajude a reescrever este artigo para que possa atingir um ponto de vista neutro, evitando assim conflitos de interesse.
Para casos explícitos de propaganda, em que o título ou todo o conteúdo do artigo seja considerado como um anúncio, considere usar {{spam}}, regra n° 6 da eliminação rápida.
Este artigo ou secção possui passagens que não respeitam o princípio da imparcialidade.
Tenha algum cuidado ao ler as informações contidas nele. Se puder, tente tornar o artigo mais imparcial.

A história do Instituto Monitor começou na mente e no coração de um imigrante. Em 1939, o húngaro Nicolás Goldberger tornou realidade o seu sonho de iniciar uma escola de ensino por correspondência. Nascia, então, o Instituto Rádio Técnico Monitor, a primeira iniciativa de educação a distância no Brasil.

A criação da escola atendia a uma demanda específica de pessoas que não podiam depender do tempo para estudar e oferecia uma alternativa de profissionalização promissora. O primeiro curso oferecido foi o de Radiotécnico, com envio pelo correio de material didático e kits compostos por ferramentas, um aparelho de medição e componentes para montagem de um rádio de oito válvulas.

Em 1997, o Instituto Monitor passou a oferecer cursos de Educação de Jovem e Adultos (supletivo fundamental e médio) e técnicos nas áreas de Eletrônica, Informática, Contabilidade, Secretariado e Transações Imobiliárias, tendo o reconhecimento dos órgãos de classe.

Desde 1939, foram mais de cinco milhões de matriculados, tendo, inclusive, alunos de outros países.

Cronologia

  • 1909 - Nasce, em Cégled (Hungria), Nicolás Goldberger.
  • 1930 - Goldberger segue para Buenos Aires. Quatro anos depois, casa-se com Yolanda Ronái, na Argentina, onde inicia seu curso a distância.
  • 1936 - A família Goldberger, o casal e o primeiro filho, estabelece-se no Brasil. Nicolás passa a lecionar no curso técnico do Colégio Mackenzie (SP), onde trabalha até 1938.
  • 1939 - Em outubro, é fundado o Instituto Rádio Técnico Monitor. O primeiro curso oferecido é o de Radiotécnico. Em 1940, Goldberger, com o sócio Jacob Wargaftig, formaliza em contrato a fundação do Instituto Rádio Técnico Monitor.
  • 1941 - O Instituto Monitor se muda para a avenida Ipiranga. No final deste mesmo ano, é desfeita a sociedade entre Nicolás e seu sócio. Em 1942, o Instituto Monitor lança o curso de Eletrotécnico e muda para a rua Aurora.
  • 1949 - Nicolás adquire terreno, na rua dos Timbiras, no bairro de Santa Ifigênia, para a construção da sede própria. Em 1950, o Instituto Monitor muda-se para o novo endereço. O grupo Monitor cresce, composto pelas empresas Radiotécnica Aurora, Tipografia Aurora e Indústria Continental.
  • 1951 - Instituto Monitor diversifica suas ofertas de cursos. Surgem os cursos de Contabilidade, Corte e Costura, Química Industrial, Desenho Arquitetônico e Técnico.
  • 1960 - Nessa década, a Tipografia Aurora intensifica suas atividades de editora de livros técnicos. O Instituto Monitor anuncia em revistas em quadrinhos e fotonovelas como Grande Hotel, buscando atingir o público jovem.
  • 1972 - Com a popularização da TV colorida, os materiais de Rádio e TV do Instituto Monitor recebem encartes em cores sobre os novos equipamentos de televisão.
  • 1977 - Goldberger vende a um grupo de funcionários o Instituto Monitor: Achiles Leopardi, Odarcy S. Barrini e Roberto Finatti, ligados à área financeira, e Waldomiro Recchi, responsável pela parte pedagógica.
  • 1985 - O Instituto Monitor muda de proprietário. O novo administrador, Roberto Palhares, já possuía experiência anterior em ensino por correspondência, com as Escolas Internacionais, filial brasileira da escola norte-americana.
  • 1992 - Morre Nicolás Goldberger, aos 83 anos. Em 1993, o editorial da Revista Saber Eletrônica do mês de abril credita ao Instituto Monitor a responsabilidade pela formação do pólo eletroeletrônico de Santa Ifigênia.

Histórias curiosas

  • Nicolás foi investigado pelo Deops (Departamento de Ordem Política e Social) paulista, durante a II Guerra Mundial. O órgão procurava “elementos súditos do eixo” que estivessem freqüentando “curso de telegrafia”. O inquérito concluiu que Goldberger sempre fora simpatizante dos aliados e que não havia espiões entre os alunos do Instituto Monitor.
  • Os primeiros imigrantes húngaros que chegaram ao Brasil após a Primeira Guerra eram de Budapeste. Eram operários e comerciantes e muitos começaram como vendedores ambulantes até chegar à condição respeitada de comerciantes renomados.
  • A atuação do Instituto Monitor no bairro de Santa Ifigênia, a partir da primeira metade dos anos 40, foi um atrativo a mais para a formação do pólo eletroeletrônico na região.
  • Santa Efigênia ou Santa Ifigênia? Especialistas registram como forma culta a grafia Ifigênia, sendo Efigênia uma variante de origem popular.
  • Antes de se tornar no pólo eletroeletrônico, a região de Santa Ifigênia foi uma importante zona comercial e hoteleira.
  • O atual mantenedor do Instituto Monitor, Roberto Palhares, foi aluno da instituição na década de 1960. Cerca de 35 anos mais tarde, assumiria a direção da escola.

Ligações externas

 

todas as traduções do Instituto Monitor


Conteùdo de sensagent

  • definição
  • sinónimos
  • antónimos
  • enciclopédia

   Publicidade ▼

Últimas investigações no dicionário :

2143 visitantes em linha

calculado em 0,031s

   Publicidade ▼

   Publicidade ▼